Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Nosso apoio...

Nós Fontanário de Criação não podemos ficar inertes face à possibilidade de compra por alguém que não a Autarquia. Como em Caneças não há um grande poder de compra, queremos avançar já com um esboço, uma ideia de uma possível imagem de sensibilização.
 

 
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 11:55
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

Fonte à Venda...

Estando há dias a fazer pesquisas de imobiliário pela Internet, fiquei chocado. Em Caneças a Fonte das Piçarras (propriedade privada) está à venda. A autarquia está em negociações a fim de a comprar e tornar assim propriedade pública, com o objectivo de a tornar num museu, o Museu de Caneças; assim como nos informou o Presidente da Junta de Freguesia Armindo Pires Fernandes. Até lá, restam-nos as fotos do estado em que esta se encontra.
 
Antes:

 
Agora:
 

 
Site de Venda:
· http://www.bpiimobiliario.pt/Imoveis/detalheimovel.asp?i={2F4C9174-17E9-4819-97A1-A4BE265F156C}
 
· http://www.abra.com.pt/ (Referência do Imóvel: 57/4739)
 
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 11:35
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

Fonte das Piçarras...

A Fonte das Piçarras foi construída por volta de 1898, e é uma das mais belas de Caneças.
 
Anteriormente no seu local, existia um poço que abastecia a população local.
 
Antiga propriedade de António e Armando Mateus dos santos, a Fonte das Piçarras é também conhecida por Fonte de Santo António.
 
Fonte com corpo avançado de estilo Neo-manuelino, e uma parede de azulejos em alto-relevo, com representações de índios, fauna e flora, onde se pode ler:
 
Esta Fonte das Piçarras
 
Tem utilidade e graça:
 
Está entre três caminhos
 
E mata a sede a quem passa.
 
A autorização apara a exploração e venda de água, chega através da portaria de 5 de Abril de 1933; a partir de 1960 perde esta autorização e finda a sua actividade.
 
 
 
Localização: Rua da Fonte das Piçarras, Caneças
 
fonte:
Câmara Municipal de Odivelas, disponível em: http://www.cm-odivelas.pt/Concelho/LocaisInteresse/FontePicarras/index.htm, acesso em 12 de Fevereiro de 2008
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 21:32
link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Fonte da Quinta de Castelo de Vide

A Fonte da Quinta de Castelo de Vide está situada numa quinta com o mesmo nome. Este topónimo advém, segundo a tradição do facto de ti Maria, natural de Castelo de Vide no Alentejo; que ali terá tido a sua residência.
 
A construção da Fonte de Castelo de Vide tem como data provável a início da década de 30, julgando-se ser a obra do antigo proprietário dos santos Paisana.
 
O processo de legalização da Fonte da Quinta de Castelo de Vide, para explorações e comercialização da sua água como água de mesa, iniciou-se em 1932. No entanto, a licença concedida pela antiga Direcção Geral de Minas e Serviços Geológicos apenas teve lugar em Abril de 1933.
 
A laboração manteve-se até autorização. No entanto, nos anos 50, o volume de negócios já tinha pouca actividade.
 
Em 1977 é cancelada a possibilidade de vender água em bilhas de barro. A autorização da exploração é concedida novamente em 1982, com a condição da realização de investimentos e renovação da maquinaria. De idade avançada, e com um orçamento representando um montante de investimento elevado, o proprietário não conseguiu dar andamento a processos. Actualmente encontra-se em grande estado de degradação.
 
 
 
 
 
Localização:
Quinta de Castelo de Vide
Acesso pela Rua das Fontaínhas, Caneças
 
fonte:
Câmara Municipal de Odivelas, disponível em: http://www.cm-odivelas.pt/Concelho/LocaisInteresse/FonteCasteloVide/index.htm, acesso em 10 de Fevereiro de 2008
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 21:26
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Fonte dos Passarinhos...

Situada a meia encosta da serra de Caneças
 
Construída nos finais de 1933, inaugurada em 1934, tal como as restantes teve o seu esplendor nas décadas de 30 e 40. Relativamente aos seus fundadores a informação existente aponta Joaquim Fernandes Lapa e Manuel Duarte Mourisco.
 
Esta fonte tem uma decoração realizada com conchas de molusco, fragmentos cerâmicos e seixos do rio.
 
Concedida a licença para a comercialização de água de mesa, por portaria de 1935, a Empresa Fonte dos Passarinhos explorava a sua água nas tradicionais bilhas de barro.
 
Em 1960 recebeu directrizes da antiga Direcção Geral de Minas e Serviços Geológicos para proceder a um novo licenciamento que não teve continuidade.
 
Esta Fonte encontra-se inserida numa propriedade repleta de arvoredo.
 
 
 
 
 
Localização: Rua da Fonte dos Passarinhos, Caneças      
 
fonte:
Câmara Municipal de Odivelas, disponível em http://www.cm-odivelas.pt/Concelho/LocaisInteresse/FontePassarinhos/index.htm, acesso em 8 de Fevereiro de 2008
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 21:18
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

Fonte das Fontainhas...

A Fonte das Fontaínhas é de carácter público municipal, e desde sempre abasteceu a população de Caneças.
 
As referências datadas de 1888, permitem considerar esta fonte como a mais antiga de Caneças.
 
Tem como nascente a Ribeira das Águas Livres, e após a construção de aqueduto das Águas Livres – que se inicia neste local, perde a sai força e é transformada em lavadouro público.
 
O aspecto actual desta fonte, decorre das obras realizadas em 1910 e 1932; no entanto, a exploração e venda das suas águas não é autorizada pela Antiga Direcção Geral de Minas e Serviços Geológicos, após pedido efectuado em 1938.
 
Em 1939, foram efectuadas obras de limpeza e restauro, tendo sido construídas algumas infra-estruturas de apoio aos visitantes, nomeadamente parque de merenda, parque infantil, instalações sanitárias e estacionamento.
 
 
 
Localização: Rua das Fontaínhas, Caneças
 
fonte:
Câmara Municipal de Odivelas, disponível em: http://www.cm-odivelas.pt/Concelho/LocaisInteresse/FntFontainhas/index.htm, acesso em 6 de Fevereiro de 2008
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 21:12
link do post | comentar | favorito
Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

Fonte dos Castanheiros...

Decorada com conchas de moluscos, seixos do rio e fragmentos de cerâmica, apresenta decorações geométricas realizadas com estes elementos. Uma fachada de três arcos de volta perfeita dá acesso ao interior da mesma.
 
Situada na Quinta do mesmo nome, esta fonte teve por inicio uma sociedade constituída por seis sócios, fundada em Dezembro de 1931; designava-se Sociedade de Água de Caneças.
 
Embora fundada em 1931, a licença de exploração e venda como água de mesa apenas foi concedida em Setembro de 1932, pela antiga Direcção Geral de Minas e Serviços Geológicos.
 
Em 1938 esta fonte era a de maior fama, quer pelas suas instalações (note-se que em 1935 a sua frota automóvel contava com doze camionetas de distribuição), quer pelo movimento de material expedido.
 
A fonte e Quinta eram frequentadas pelos forasteiros que acorriam a Caneças em busca do seu bom ar e das boas águas.
 
Como todas as outras Fontes, entre o período de 1938 e a década de 50, terá abrandado lentamente o volume de vendas, até que em 1960 recebeu um ofício da antiga Direcção Geral de Minas e Serviços Geológicos para iniciar um novo processo de licenciamento. Este não teve continuidade.
 
 

 
Localização:
Quinta da Fonte dos Castanheiros (Propriedade Privada)
Rua da Fonte dos Castanheiros, Freguesia de Caneças
 
fonte:
Câmara Municipal de Odivelas, disponível em http://www.cm-odivelas.pt/Concelho/LocaisInteresse/FntCastanheiros/index.htm, acesso em 4 de Fevereiro de 2008
tags:
publicado por Fontenário de Criação! às 21:00
link do post | comentar | favorito

.Procurar neste blog

 

.Últimas!

. Nosso apoio...

. Fonte à Venda...

. Fonte das Piçarras...

. Fonte da Quinta de Castel...

. Fonte dos Passarinhos...

. Fonte das Fontainhas...

. Fonte dos Castanheiros...

.Arquivo

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.Esc.Sec. Caneças

.Brasão de Caneças

.Bandeira de Caneças

.Muito Obrigado à...

.Online

tracker